CD Ângelo Arribas - Tamborileiro de Freixiosa, Miranda do Douro

Parceiro: Sons da Terra
Modelo: CD Ângelo Arribas - Tamborileiro de Freixiosa ...
Disponibilidade: Em Stock
PVP usual:
10,00€
Preço-base Naturlink:
9,85€
Preço Clube Naturlink:
9,75€
o seu preço: 9,85€
Qt.:
 

Características:

Ainda muito jovem mas já obrigado às tarefas do pastoreio, deambulando com o gado pelos cerrados e pelos fraguedos das arribas, Ângelo Arribas seguiu as pisadas de muitos outros pastores, tentando tocar nas pipas de barcego algumas das mais populares melodias memorizadas durante as festas da aldeia. Os caules, ainda verdes, destas plantas gramíneas cujos filamentos, depois de secos, davam forma a umas pequenas vassouras, eram dotados de uma série de orifícios, sendo numa das suas extremidades aberta uma palheta simples: instrumento de efémera duração, logo secava e perdia por completo a sua função, logo mais lhe sucedia, para aqueles que insistiam em seguir as lides musicais, a furação com um arame em brasa do interior de um pau de sabugueiro, que acabava por dar forma a uma flauta pastoril, não raro profusamente decorada a golpes de navalha uma vez aprovada a respectiva sonoridade.

Ângelo Arribas conta que as coisas mudaram de modo decisivo quando encontrou um velho tubo de metal que acabaria por lhe servir de inspiração (modelo) para fazer uma flauta pastoril mais elaborada. E como a necessidade aguça o engenho, logo mais faria o seu primeiro tamboril aplicando uma pele de coelho ao aro de uma lata de conservas. Nunca deixa de referir que foi assim que começou a tocar os repertórios mirandeses que tinha entretanto conseguido memorizar ouvindo os mais velhos instrumentistas da região durante as festas locais, tendo-se mesmo atrevido a animar uma ou outra festa na aldeia (que era, não tem dúvidas, a melhor forma de se aprender verdadeiramente a tocar). E, em meados dos anos 40 do século passado, a convite do então padre António Maria Mourinho, Ângelo Arribas, numa altura em que já trabalhava na barragem de Picote, passou a tocar no grupo de pauliteiros de Duas Igrejas, primeiro flauta pastoril e depois caixa de guerra.

A sua relação com a flauta pastoril e o tamboril nunca foi prejudicada pela sua condição de gaiteiro, função assumida já no decurso dos anos 80 do século passado, tendo Ângelo Arribas nunca deixado de exercer as funções tradicionais (e rituais) do tamborileiro sempre que para tal era solicitado.


Reportório

Ângelo Arribas (flauta pastoril e tamboril)
01. Passacalhes
02. Não sei do meu par
03. Repasseado
04. Ligas Berdes
05. Chin Glin Din
06. Bai Pedro Bai
07. Fui-me confessar
08. Mal me queres
09. Ramo de Sayago
10. Verde-gaio
11. Gaiteiro de Vale de Mira
12. Pingacho
13. Isabel
14. La Cirigoça
15. Beijai o Menino
16. Mira-me Miguel
17. Passarinho
18. Linda Pastorica
19. Manolo mio
20. Helena

Ângelo Arribas (gaia de foles)
21. Toque de Gaita

Todos os espécimes são tradicionais.   

 

Ano: Edição em 2009, gravação em 7 de Junho de 2008 em Sendim

 


Tempo médio de envio: 7 dias

 

Fazer um comentário

O seu Nome:


O seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Mau           Bom

Escreva o código da imagem: