Fertilização - Fundamentos Agroambientais da Utilização dos Adubos e Corretivos

Parceiro: Publindústria
Modelo: Fertilização - Fundamentos Agroambientais da Utilização ...
Disponibilidade: Em Stock
PVP usual:
38,90€
Preço-base Naturlink:
34,50€
Preço Clube Naturlink:
33,90€
o seu preço: 34,50€
Qt.:
 

Características do Livro:


Sinopse:

A agricultura, enquanto atividade económica que deve ser, passa, necessariamente, pela produção vegetal que, como é óbvio, depende do crescimento das plantas; e estas, como seres vivos que são, para crescerem e produzirem necessitam de se alimentar convenientemente. Sendo assim, o meio em que se encontram instaladas deverá ser capaz de lhes ceder, em quantidade e de forma equilibrada, os nutrientes necessários à satisfação das suas exigências alimentares.

Uma vez que, na quase totalidade dos nossos condicionalismos agroclimáticos e culturais, aquela condição não se verifica, é indispensável recorrer ao uso dos fertilizantes, quer sejam adubos ou corretivos, mediante os quais se vai aumentar a fertilidade dos solos e, em consequência, melhorar a nutrição das culturas. Mas os fertilizantes, à semelhança do que, aliás, se verifica com quase todos os outros fatores de produção vegetal, têm de ser corretamente usados em termos de quantidade, qualidade, época e técnica de aplicação, sob pena de, em certos casos, poderem contribuir para originarem algumas formas de poluição ambiental.

Com o presente livro, o autor, que durante cerca de 45 anos exerceu toda a sua atividade docente e técnico-científica no domínio das relações entre as características dos fertilizantes e as das plantas e solos em que são aplicados, pretende fornecer aos alunos dos ensinos universitário e politécnico, aos técnicos e a muitos dos agricultores, um meio capaz de, em termos de formação e/ou de informação, lhes permitir conhecer as condições necessárias para que a fertilização seja praticada por formar a aumentar e, eventualmente, melhorar as produções vegetais, sem que, com isso, se provoquem indesejáveis danos ambientais.


Índice:

1. CRESCIMENTO VEGETAL
1.1. Fatores de crescimento vegetal
1.1.1. Fatores genéticos
1.1.2. Fatores ambientais
1.2. Leis do crescimento vegetal
1.2.1. Lei do mínimo
1.2.2. Lei dos acréscimos de rendimento decrescentes
Resumo

2. NUTRIÇÃO VEGETAL
2.1. Macronutrientes principais
2.1.1. Azoto
2.1.2. Fósforo
2.1.3. Potássio
2.2. Macronutrientes secundários
2.2.1. Cálcio
2.2.2. Magnésio
2.2.3. Enxofre
2.3. Micronutrientes
2.3.1. Micronutrientes catiões
2.3.2. Micronutrientes aniões
2.4. Elementos benéficos
2.4.1. Sódio
2.4.2. Silício
2.4.3. Cobalto
2.4.4. Alumínio
2.4.5. Outros elementos eventualmente benéficos
2.5. Elementos tóxicos
2.6. Interaç ões de nutrientes
2.6.1. Antagonismo iónico
2.6.2. Sinergismo iónico
2.7. Absorção dos nutrientes
2.7.1. Aproximação dos nutrientes
2.7.2. Teorias da absorção
Resumo

3. COMPOSIÇÃO E FERTILIDADE DOS SOLOS
3.1 Breves noções sobre a composição dos solos
3.1.1 Fase sólida
3.1.2 Fase líquida
3.1.3 Fase gasosa
3.2. Fertilidade do solo e sua avaliação
3.2.1. Análise das terra
3.2.2. Análise de plantas
3.2.3. Análise biológica
Resumo

4. FERTILIZANTES
4.1. Adubos
4.1.1. Aspetos gerais
4.1.2. Adubos azotados
4.1.3. Adubos fosfatados
4.1.4. Adubos potássicos
4.1.5. Adubos compostos
4.1.6. Adubos especiais
4.1.7. Adubos orgânicos
4.1.8. Adubos minero-orgânicos
4.2. Corretivos
4.2.1. Corretivos minerais
4.2.2. Corretivos orgânicos
4.2.3. Corretivos condicionadores
Resumo

5. UTILIZAÇÃO DOS FERTILIZANTES
5.1. Aspetos gerais
5.1.1. Utilização dos adubos
5.1.2. Utilização dos corretivos
5.2. A fertili zação em condicionalismos especiais
5.2.1. Passagem do sequeiro para o regadio
5.2.2. Passagem do ar livre para as estufas
5.3. Planeamento da fertili zação em casos
concretos
5.3.1. Cultura do trigo
5.3.2. Cultura do milho
5.3.3. Cultura da batata
5.4. Fertili zação à rotação
5.5. Rendibilidade econ ómica da fertili zação
5.5.1. O ótimo físico e o ótimo económico5.5.2. Aspetos energéticos da fertilização
Resumo

6. ASPETOS PRÁTICOS DA FERTILIZAÇÃO
6.1. Cereais de outono /in verno
6.2. Cereais de prima vera /verão
6.2.1. Arroz
6.2.2. Mil ho e sorgo
6.3. Culturas de tubérculos e raí zes
6.3.1. Batata
6.3.2. Beterraba sacarina
6.4. Culturas hortícolas
6.5. Tabaco
6.6. Culturas de fibra
6.6.1. Algodão
6.6.2. Linho
6.7. Culturas oleaginosas
6.8. Culturas proteaginosas
6.9. Pastagens e forragens
6.10. Fruteiras
6.10.1. Pomóideas e prunoídeas
6.10.2. Citrinos
6.10.3. Oliveira
6.11. Vin ha
6.12. Kiwi
6.13. Espécies florestais
6.14. Cultura de flores
6.15. Rel vados
6.16. Culturas tropicais
6.16.1. Bananeira
6.16.2. Cana sacarina
6.16.3. Ananás
Resumo

7. FERTILIZAÇÃO E PROTEÇÃO DO AMBIENTE
7.1. Fertili zação e poluição dos solos
7.1.1. Fertilidade física
7.1.2 Fertilidade química
7.1.3. Fertilidade biótica
7.2. Fertili zação e remediação dos solos
7.2.1. Correção
7.2.2. Fitorremediação
7.3. Fertili zação e qualidade dos produtos
agrícolas
7.4. Fertili zação e poluição das águas
7.5. Código de Boas Práticas Agrícolas
7.5.1. Aplicação de fertilizantes contendo azoto
7.5.2. Aspetos da gestão e utilização do solo relacionados
com a dinâmica do azoto
7.5.3. Gestão da rega e prevenção da poluição das águas
superficiais
e subterrâneas
7.6. Fertili zação e poluição atmosférica
7.7. Fertili zação e agricultura biol ógica
7.7.1. Introdução
7.7.2. Influência dos nutrientes vegetais
7.7.3. Conclusões
Resumo

Bibliografia consultada

Índice alfabético


Sobre o Autor:

Joaquim Quelhas dos Santos - Professor catedrático jubilado do Instituto Superior de Agronomia, licenciou-se em Engenharia Agronómica naquele mesmo Instituto da Universidade de Lisboa. Foi o responsável pela criação e lecionação, no Instituto Superior de Agronomia, das disciplinas de Nutrição Vegetal e Fertilidade dos Solos, e de Fertilizantes e Fertilização; e do Curso de mestrado em Nutrição Vegetal, Fertilidade dos solos e Fertilização, cuja coordenação também esteve a seu cargo.
Nestes domínios prestou colaboração ao ensino nas Universidades dos Açores, do Algarve, de Évora, de Trás-os-Montes e Alto Douro, e Nova de Lisboa, bem como nas Escolas Superiores Agrárias de Ponte de Lima, Bragança, Castelo Branco, Santarém e Beja. Exerceu ainda funções de consultoria em empresas adubeiras.

É autor de diversos livros e de centenas de trabalhos de investigação e/ou divulgação e membro das comissões científicas da Sociedade Portuguesa da Ciência do Solo e da Sociedade Portuguesa de Pastagens e Forragens. Exerce, actualmente, o cargo de Presidente do Conselho Científico da Revista da Sociedade Portuguesa de Ciências Agrárias de Portugal.

Em dezembro de 2013, a Universidade de Trás os Montes e Alto Douro atribuiu às novas instalações do seu Laboratório de Solos e Plantas a designação de Laboratório de Solos e Plantas Joaquim Quelhas dos Santos.


 

Outras:

Editora: Publindústria

Ano: 2015

Tipo de capa: mole

Número de páginas: 556

Idioma: Português

Dimensões: 24 cm x 17 cm

 

Tempo médio de envio: 5 dias

Fazer um comentário

O seu Nome:


O seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Mau           Bom

Escreva o código da imagem: